Empresa prepara o primeiro navio de carga totalmente autônomo

O primeiro navio de carga totalmente autônomo do mundo está sendo desenvolvido na Noruega e deverá cruzar os mares sem tripulação alguma a partir de 2020.

O Yara Birkeland está sendo chamado de “Tesla dos Mares” e será capaz de transportar 100 containers, com os custos normais de operação reduzidos em 90%.

Utilizando navegação por GPS, sensores, radares e câmeras, o navio autônomo conseguirá manobrar em meio ao tráfego marítimo e aportar sem a intervenção humana. Os primeiros testes da embarcação serão conduzidos já em 2018, ainda com uma tripulação humana à bordo e o sistema irá evoluir progressivamente, se tornando remotamente operado em 2019 e 100% independente em 2020, segundo seus desenvolvedores. Confira uma apresentação do Yara Birkeland:

O navio autônomo é fruto de uma parceria entre a companhia de agricultura Yara International e a empresa de tecnologia Kongsberg Gruppen, responsável pelo desenvolvimento de sistemas de navegação para uso civil e militar. Os primeiros testes no ano que vem envolverão a entrega de fertilizantes entre a fábrica e um porto a 60 quilômetros de distância, na Noruega. No futuro, a Yara espera a regulamentação das leis marítimas para permitir que a embarcação possa, por exemplo, fazer a viagem entre as suas instalações na Holanda e o Brasil.

O Yara Birkeland terá um custo de 25 milhões de dólares por unidade, o triplo do valor da construção de um navio com a mesma capacidade de carga, mas os investidores esperam recuperar os gastos rapidamente com a economia gerada por sua operação. Embarcações ainda maiores estão sendo planejadas com os mesmos sistemas autônomos.

Queremos saber sua opinião