Edward Snowden pode ser entregue pela Rússia ao governo norte-americano

O exílio de Edward Snowden na Rússia pode estar sendo ameaçado: o próprio governo russo estaria estudando uma forma de entregá-lo às autoridades norte-americanas.

Duas fontes diferentes nos serviços de Inteligência dos Estados Unidos consultadas pela rede de TV NBC News garantiram que a manobra está em andamento.

Segundo as mesmas fontes, o objetivo da Rússia seria obter créditos junto ao governo de Donald Trump, que já havia se manifestado em campanha ser favorável à condenação e execução do informante da NSA. Em território russo, Snowden também funciona como uma bomba-relógio, em seus constantes posicionamentos políticos sobre liberdade de expressão, direito à privacidade e monitoramento estatal. Recentemente, ele inclusive criticou a aprovação de uma lei russa que amplia os poderes de vigilância de Moscou.

Os serviços de Inteligência dos dois países já teriam conversado sobre a extradição de Snowden, de acordo com a NBC News. O advogado que defende a causa do ex-funcionário da NSA afirmou não ter conhecimento dessa movimentação nos bastidores.

Se os rumores se confirmarem, Edward Snowden terá uma dura e perigosa batalha jurídica pela frente nos tribunais norte-americanos. Ao denunciar os esquemas de espionagem e monitoramento de cidadãos norte-americanos e de países aliados perpetrados pela NSA, Snowden passou a ser considerado um herói para muitos, mas também um traidor do governo dos Estados Unidos para outros.

No momento, pesam sobre ele acusações de furto de dados e espionagem, o que garantiriam uma pena de pelo menos 30 anos de prisão. Entretanto, outras acusações podem ser adicionadas ao processo, inclusive o temido crime de traidor, cuja sentença prevista em lei pode ser a pena capital.

 

Queremos saber sua opinião