Edward Snowden grava música eletrônica com Jean-Michel Jarre

Edward Snowden, o delator dos esquemas de monitoramento, espionagem e invasão de privacidade da NSA dos Estados Unidos, deu seu primeiro passo para ingressar no mundo da música.

Depois de ser apresentado à lenda viva da música eletrônica francesa, Jean-Michel Jarre, Snowden aceitou participar de uma faixa de seu próximo álbum.

“Eu semprea curti música eletrônica”, confessou o ex-funcionário da NSA. “As melodias de que me lembro com mais carinho são dos jogos eletrônicos, com um tipo de música gerada em 8-bits. E aquele tipo de chiptunes realmente fez um retorno na cultura musical moderna de hoje”, completou Snowden, em entrevista.

Jean-Michel Jarre e Snowden discutiram sobre a colaboração através do Skype e, quando tudo ficou acertado, o músico francês viajou até a Rússia para gravar a participação do parceiro, que encontra-se asilado no país europeu. Para quem esperava que Snowden soltasse a voz e demonstrasse talento musical, ainda não foi desta vez: o ativista dos direitos de liberdade de expressão e pela privacidade se limita a discursar por cima da batida eletrônica de Jarre. O tema? Vigilância na era digital, é claro.

Confira o resultado:

A música “Exit” fará parte do próximo álbum de Jean-Michel Jarre, Electronica Volume II: The Heart Of Noise. Além de Edward Snowden, o disco conta com as participações de Primal Scream, Pet Shop Boys, Peaches e Cyndi Lauper e deve chegar às lojas em 8 de Maio. Para os fãs do pioneiro do gênero, o  álbum também marca a quebra de um jejum que já durava nove anos, desde Téo & Téa, último disco de inéditas, lançado em 2007.

Queremos saber sua opinião