Confira tudo que a Apple anunciou em seu evento

A Apple tinha hoje o duro desafio de celebrar à altura o décimo aniversário do anúncio do iPhone original e não decepcionou a audiência que estava presente no anfiteatro Steve Jobs no novíssimo Apple Park.

Além do novo iPhone 8, que já era mais do que esperado, a empresa revelou também o iPhone X, um novo Apple Watch, uma nova Apple TV e ainda encontrou tempo para uma emocionante homenagem a Jobs.

Em 2007, o saudoso CEO e fundador da Apple introduziu ao mundo o primeiro iPhone, um dispositivo móvel que conduziu uma revolução na forma como as pessoas se relacionavam com seus smartphones. Hoje, Steve Jobs reapareceu em forma de tributo, com imagens exibidas no telão. Emocionado, Tim Cook saudou a plateia e confessou: “Steve significava muito para mim, e muito para todos nós. Não há um dia em que não pensemos nele”.

steve-jobs

O atual CEO da Apple completou: “levou tempo, mas agora nós podemos refletir a respeito dele com prazer ao invés de tristeza. O espírito de Steve e sua filosofia perene de vida irão sempre estar no DNA da Apple”.

Seguindo com a apresentação, a Apple revelou o Apple Watch Série 3, uma nova geração do seu smarwatch, desta vez com suporte próprio a rede de telefonia 4G/LTE, quebrando sua dependência do smartphone. Com sua própria conexão, o dispositivo passa a ganhar acesso ao serviço Apple Music, mas quem quiser utilizar o Apple Watch para ouvir suas músicas irá precisar do fone de ouvido dedicado AirPods. Cook aproveitou a oportunidade para declarar que o smartwatch é um dos relógios mais vendidos do mundo, ao lado de marcas como Rolex e Cartier.

A Apple TV 4K foi outro destaque dado pela empresa, apresentando ao público um modelo muito mais poderoso de seu dispositivo de entretenimento. Além de suporte a resolução 4K, o aparelho também passa a contar com tecnologia HDR para imagens de maior qualidade e nitidez, desde que o televisor do usuário também ofereça suporte a esses recursos. A empresa anunciou também que já está vendendo filmes em altíssima resolução através da iTunes Store, com preços promocionais idênticos ao cobrado por conteúdo em HD convencional.

apple-tv-4k

Mas a grande vedete do evento era mesmo o iPhone e a empresa surpreendeu a todos não com um ou dois modelos novos, mas três aparelhos com a marca iPhone: o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus, que dão continuidade ao ciclo normal do smartphone, e o comemorativo iPhone X (a pronúncia é “iPhone Ten”, em celebração ao aniversário de dez anos do primeiro modelo).

Tanto o iPhone 8 quanto o iPhone 8 Plus seguem a cartilha visual presente nos modelos 6 e 7, trazendo respectivamente 4,7 polegadas e 5,5 polegadas de tela. As mudanças estão mesmo presentes nos componentes internos: processadores A11 Bionic, com performance até 70% superior à encontrada no A10 embarcado na versão 7 do iPhone. A empresa também garante que as câmera de 12 Megapixels são capazes de captar 83% mais iluminação, graças a uma nova tecnologia de sensor.

iphone-8

“A Apple sempre acreditou que a tecnologia fundida à humanidade iria mudar o mundo. Nenhum dispositivo na nossa história teve o impacto que o iPhone teve. Nem foi capaz de colocar tanto poder nas mãos das pessoas”, afirmou Tim Cook, CEO da Apple. Todos os modelos apresentados hoje são compatíveis com a estratégia da empresa para a Realidade Ampliada e novidades devem ser apresentadas em um futuro próximo.

Quem roubou a cena foi o “vazado” iPhone X, cujos detalhes já haviam aparecido na web antes mesmo da apresentação de hoje. O modelo de luxo será vendido por US$999 nos Estados Unidos e faz jus ao seu preço: tela infinita (sem botão Home), carregamento sem fio, autonomia de bateria com duas horas a mais do que a presente no iPhone 7, câmera dupla de 12MP (com dupla estabilização ótica) e uma tela de 5,8 polegadas, a maior desta geração do iPhone.

Coube ao iPhone X também ser o primeiro dispositivo da Apple a receber uma nova tecnologia de desbloqueio por reconhecimento facial, batizada de Face ID. Através de 30 mil pontos em infravermelho projetados no rosto do usuário, o smartphone é capaz de identificar seu dono e se desbloquear automaticamente.

Queremos saber sua opinião