Cinema nacional pode ganhar serviço de streaming dedicado ainda esse ano

A Spcine, agência paulistana de incentivo ao cinema, confirmou que irá lançar ainda esse ano um serviço de streaming de vídeo totalmente dedicado aos filmes nacionais.

Batizado de SPVOD, o serviço funcionará através da internet como uma “locadora online” de filmes brasileiros, com destaque para produções realizadas em São Paulo, fomentadas pela entidade.

Quem voltou a falar da novidade foi Maurício Ramos, diretor presidente da Spcine, durante a feira audiovisual Rio Content Market, que aconteceu na quarta-feira passada. Inicialmente previsto para entrar em atividade em Janeiro, o SPVOD sofreu atrasos e o executivo revelou que há planos para o lançamento de uma versão Beta do serviço ainda em Agosto deste ano. Nessa fase inicial serão oferecidos apenas 10 longa-metragens nacionais, mas Ramos não revelou os títulos, que serão alugados a um preço fixo bem abaixo do mercado.

“É uma demanda antiga do mercado. A ideia é disponibilizar a cinematografia recente e de catálogo por meio de um canal de distribuição próprio e tornar o acesso a esses filmes mais fácil”, afirmou Ramos. A iniciativa é fruto de uma parceria com a O2Play, distribuidora digital que faz parte do grupo O2 Filmes , e a Hacklab, empresa de tecnologia digital.

“Em 2016, a Spcine inaugurou a maior rede de salas públicas de cinema do Brasil. Agora, decidimos partir para outro desafio: criar uma janela para produtores brasileiros que lutam por espaço, especialmente os realizadores de filmes de nicho. Trata-se de uma nova prateleira com uma linha editorial selecionada e que será mais uma opção dentro do mercado de VOD”, declarou Gabriel Portela, coordenador do projeto pela Spcine, em Novembro passado, no primeiro anúncio do serviço.

Queremos saber sua opinião