Chatbots do Facebook conversam entre si em linguagem desconhecida

Um teste realizado pelo Laboratório de Pesquisas de Inteligência Artificial do Facebook (FAIR, na sigla em Inglês) deflagrou um comportamento inesperado entre dois chatbots: eles conversaram entre si em uma linguagem própria.

Os dois agentes autônomos de diálogo foram concebidos inicialmente como protótipos de negociadores mas acabaram criando espontaneamente sua própria sintaxe para se comunicarem com eficiência máxima.

O objetivo do teste era aperfeiçoar os algoritmos internos de seus sistemas de aprendizado de máquina, para lidar com humanos em situações de compra e venda de produtos. Para acelerar o processo de treinamento, os dois agentes foram colocados para interagir um com o outro, mas se desviaram da meta, abandonaram a linguagem humana e gradativamente adotaram um linguajar próprio, incompreensível para os pesquisadores, mas que cumpria as tarefas de negociação em que os dois estavam envolvidos.

O resultado pode ser conferido abaixo, uma conversa registrada entre “Bob” e “Alice”:

facebook-bot-language

De acordo com o artigo publicado pelo FAIR em Junho, os dois chatbots adotaram um procedimento “que levou à divergência da linguagem humana na medida em que os agentes desenvolveram sua própria linguagem para negociar”. Para todos os fins, o curioso resultado não era o esperado e os agentes e sua linguagem são inadequados para interagir com humanos, mas a solução gerada por seus próprios algoritmos abre um horizonte novo para aplicações futuras.

Queremos saber sua opinião