Campeão de Go é massacrado por Inteligência Artificial

A primeira vitória da Inteligência Artificial AlphaGo contra o jogador sul-coreano Lee Se-dol, campeão de Go, acabou sendo a primeira de muitas. O sistema desenvolvido pelo Google venceu 4 das 5 partidas disputadas contra o humano.

A sequência de vitórias foi quebrada somente no Domingo, quando Lee descobriu que o programa tinha dificuldades para lidar com jogadas inesperadas e conseguiu derrotar o computador uma vez após um duelo de seis horas.

Mas de nada adiantou o triunfo de Domingo: AlphaGo terminou o massacre nessa terça-feira com mais uma vitória, ainda que sofrida. Segundo Demis Hassabis, CEO do laboratório DeepMind do Google, responsável pela Inteligência Artificial, o AlphaGo cometeu um erro terrível no início da partida, que seria difícil reverter. Mas o campeão sul-coreano acabou não conseguindo aproveitar corretamente o deslize da máquina e foi derrotado.

Para os pesquisadores do DeepMind, a derrota do Domingo foi mais importante que as quatro vitórias obtidas. O lance realizado por Lee Se-Dol tinha 1 chance em 10.000 de ser realizado e ainda assim foi feito, neutralizando toda a estratégia utilizada pela máquina até aquele momento. A própria performance do AlphaGo foi prejudicada ao longo do resto da disputa enquanto realizava cálculos para se readaptar ao cenário da partida.

“Isso significa que toda a projeção realizada anteriormente pelo AlphaGo se tornou inútil, e, por um bom tempo ele avaliou incorretamente a posição altamente complexa”, explicou Hassabis. O CEO da DeepMind admitiu que há lacunas no conhecimento do programa, mas que o objetivo da disputa era exatamente esse: “testar o AlphaGo ao seu limite”.

Com 10^761 combinações de movimento possíveis, o jogo milenar inventado na China é considerado mais complexo que o xadrez, que possui 10^120 possibilidades de movimento. No jogo, os dois participantes controlam peças brancas e negras e disputam o controle do território, através de manobras de contorno e dominação.

Os engenheiros do DeepMind alimentaram o sistema com 30 milhões de movimentos de partidas realizadas por experts no jogo. Depois disso, o AlphaGo foi testado contra si mesmo milhares de vezes para melhorar seus algoritmos de previsão. Segundo o Google, a Inteligência Artificial agora é capaz de prever 57% dos movimentos realizados por um humano.

Queremos saber sua opinião