Brasileiros não tem acesso a atual geração de consoles

Quase quatro anos após os seus lançamentos, nem o PlayStation 4, nem o Xbox One, se popularizaram entre os jogadores brasileiros, que não tem acesso à atual geração de consoles.

Essa é a conclusão de um levantamento realizado em conjunto com a empresa de jogos Sioux e a ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) em 2016 no Brasil.

De acordo com a pesquisa, o PlayStation 4 domina apenas 17,7% do mercado dos jogadores de consoles no país, enquanto o Xbox One amarga um resultado ainda pior, com uma fatia de somente 12,9% dos jogadores de consoles. Em contrapartida, a geração anterior segue forte no Brasil, com o Xbox 360 dominando 40,9% da preferência do público de consoles e o PlayStation 3 garantindo 35,3%. Para fins comparativos, nos Estados Unidos, segundo dados recentes do Nielsen, apenas 5% dos jogadores de consoles ainda jogam em um Xbox 360 e 3% jogam no PlayStation 3.

A chamada oitava geração de consoles ainda está muito longe de dominar o mercado brasileiro, mas Danilo Parise, professor de marketing de videogames na ESPM, não estranhou os resultados da pesquisa: “Essa fase de transição longa é normal pelo fator financeiro. Os consoles chegaram com um valor pouco acessível no país, e isso impactou as vendas”.

Marcelo Tavares, responsável pela Brasil Game Show, maior feira de jogos eletrônicos anual do país, ratifica esse cenário: “é um reflexo natural da nossa economia, mas já estamos chegando perto do momento da transição em que, se o consumidor não migra, ele perde muito conteúdo”.

O estudo da ESPM também aponta que os jogadores de console representam cerca de um terço do chamado público gamer no Brasil, com outro terço jogando majoritariamente no PC e outro terço sendo usuário de dispositivos móveis como plataforma preferencial.

Queremos saber sua opinião