Ataque em larga escala derruba sistema de saúde no Reino Unido

Um ataque em uma escala jamais vista tumultuou todo o sistema de saúde no Reino Unido nessa sexta-feira, perpetrado por autores ainda não identificados.

Segundo informes das autoridades locais, pelo menos 16 unidades de atendimento e organizações ligadas ao Serviço Nacional de Saúde (NHS) do país foram afetadas simultaneamente por ransomwares.

Com o ataque, operações marcadas tiveram que ser canceladas, pacientes transferidos entre unidades e até o serviço de ambulância foi comprometido pela ação de hackers. Nas telas de muitos terminais conectados ao sistema do NHS está sendo exibida uma mensagem de resgate típica de ataques de ransomwares. Partes da rede que não foram comprometidas foram imediatamente desligadas ou desconectadas para evitar a propagação da ameaça, enquanto as equipes de TI trabalham para minimizar os danos e tentar reverter a situação.

Fontes da NHS comunicaram à imprensa que o ataque “parece estar crescendo”, com mais relatos de ataques chegando a todo momento na tarde desta sexta-feira. Em alguns hospitais, não há telefones funcionando ou acesso a arquivos de pacientes ou exames para consulta. Entretanto, de acordo com o comunicado oficial, “nesse estágio nós não temos qualquer evidência de dados de pacientes tenham sido acessados”.

Até o momento, os responsáveis pelo ataque tampouco foram identificados, mas as autoridades acreditam que não se trata de uma ação focada na rede de saúde do Reino Unido, mas um incidente de ransomware que fugiu de qualquer controle e tomou proporções inesperadas. Aparentemente, foi utilizado o WanaCrypt0r 2.0, um ransomware até então inédito, variante do vírus WannaCry e que explora uma vulnerabilidade do Windows que já foi corrigida pela Microsoft em Março deste ano.

Queremos saber sua opinião