“Assassino do Facebook” tira a própria vida

Steve Stephens, o responsável por um crime hediondo cometido nesse Domingo e transmitido pelo Facebook Live, está morto.

A polícia do estado norte-americano da Pensilvânia garante que o assassino foragido atirou em si mesmo após uma breve perseguição policial no condado de Erie e morreu no local.

Stephens era procurado pelas autoridades policiais de cinco estados após ter assassinado o idoso de 74 anos Robert Godwin no meio da rua. O assassino escolheu a vítima ao acaso após ter brigado com sua namorada e transmitiu tanto a busca quanto o próprio crime através do seu celular para o Facebook Live. Stephens obrigou Godwin a repetir o nome de sua namorada, explicando que a morte seria por causa dela, antes de atirar para matar.

Em vídeo, o assassino também alegou ter executado outras doze pessoas além de Robert Godwin e que iria matar “tantas pessoas quanto pudesse”. Até o momento, as autoridades não confirmam a existência de outras vítimas do assassino.

Steve Stephens foi avistado e reconhecido às 11 horas da manhã por um cidadão nas ruas do condado de Erie, na Pensilvânia. A polícia estadual foi acionada e “após uma breve perseguição, Stephens atirou em si mesmo e se matou”. Segundo o relatório oficial, ninguém mais saiu ferido da perseguição.

Queremos saber sua opinião