Adolescentes reclamam do uso intensivo de smartphones dos pais

Eles vivem vidrados nos seus smartphones, não dão atenção a mais ninguém e quem está por perto não está gostando nada desse comportamento! Os jovens? Não, seus pais!

Uma pesquisa encomendada por uma associação de diretores de escolas no Reino Unido aponta que os adolescentes estão preocupados com o tempo que os seus pais gastam colados nos telefones celulares.

O levantamento foi realizado com 2.000 estudantes e 3.000 responsáveis e revelou que 44% dos jovens reclama do uso excessivo de internet praticado pelos adultos. E eles reclamam mesmo, mas 46% declarou que os pais não dão ouvidos. Parece que o jogo virou… Cerca de 22% dos adolescentes chegou a afirmar que os smartphones estão dividindo as famílias e impedindo que seus membros apenas aproveitem a companhia uns dos outros.

A hora das refeições é sagrada para boa parte dos jovens entrevistados: nada menos que 82% deles gostaria que os adultos não usassem o smartphone à mesa nesse momento e tivessem um almoço ou jantar tradicional, onde as pessoas conversam entre si.

Mas e a posição dos pais? O mesmo estudo aponta que eles não estão nem aí para as reclamações e apenas 10% respondeu que tinha consciência de que seu uso de internet poderia aborrecer os filhos. Ainda assim, 43% deles admite que talvez, de repente, pode ser que eles estejam abusando mesmo do smartphone e dando menos atenção aos filhos…

Queremos saber sua opinião