Ações da Nintendo voltam a subir depois do anúncio de Super Mario Run

Foi em questão de minutos: bastou a Nintendo anunciar ontem o jogo móvel Super Mario Run para suas ações voltarem a subir na Bolsa de Valores.

Aparentemente, os investidores voltaram a demonstrar entusiasmo com a gigante japonesa com o claro sinal de que a Nintendo está mesmo determinada a se render às plataformas móveis.

No instante seguinte ao anúncio, as ações já estavam valendo 29% mais do que valiam na parte da manhã, uma súbita meteórica semelhante ao período que se seguiu ao lançamento de Pokémon Go. A resposta do mercado deve ser menos efêmera desta vez, uma vez que a Mario é uma marca totalmente controlada pela Nintendo e todo o faturamento derivado do jogo que será lançado em Dezembro deverá ir para os cofres da empresa.

O anúncio do jogo contou com a presença de Shigeru Miyamoto, criador do icônico herói encanador, no palco da Apple. A manobra consolida a entrada da tradicional desenvolvedora de jogos no lucrativo ramo dos jogos para dispositivos móveis. Apesar do anúncio de Super Mario Run para iOS ter conquistado manchetes ontem, o jogo não será exclusivo da plataforma da Apple e será lançado também para Android logo em seguida.

Com isso, a Nintendo entra com força total em um mercado que movimenta mais de 36 bilhões de dólares, utilizando aquela que certamente é sua franquia mais idolatrada. Embora a Nintendo tenha revelado que daria seus primeiros passos no mercado de jogos móveis no ano passado, por longos meses sua investida foi tímida e teve uma repercussão tépida para o título social Miitomo.

O cenário mudou com o lançamento de Pokémon Go, quando as ações da empresa chegaram a disparar, até que a própria Nintendo admitiu que o jogo teria pouco impacto em seu faturamento. Com a chegada de Mario, e os prometidos jogos inspirados em Fire Emblem e Animal Crossing, a gigante japonesa finalmente chega aos dispositivos móveis com o peso de suas propriedades.

Queremos saber sua opinião