Acionistas querem saída de Mark Zuckerberg do comando do Facebook

Por essa, Mark Zuckerberg não estava esperando: um grupo forte de acionistas está pressionando para que o executivo saia do conselho de diretores do Facebook.

A pressão está sendo feita por acionistas que fazem parte do SumOfUs, um grupo de defesa do consumidor que acredita que todas as empresas podem ser socialmente mais responsáveis.

A proposta encaminhada aos demais acionistas sugere que Zuckerberg seja substituído por alguém que “zele pelos executivos da empresa, melhore a governância corporativa e estabeleça uma agenda mais verificável e mais pró-acionistas”. Por enquanto, nem o fundador da rede social nem o Facebook se manifestaram oficialmente sobre a sugestão, mas o tema deve ocupar uma posição central na próxima reunião de acionistas marcada para Abril.

Cerca de 333.000 pessoas assinaram a petição pedindo a saída de Zuckerberg, das quais 1.500 são acionistas efetivas da empresa e fazem parte do SumOfUs. De acordo com Lisa Lindsley, diretora de investimentos da entidade, esse volume foi mais do que suficiente para que fosse encaminhada a proposta para avaliação pelo Facebook.

A proposta é a face visível de uma briga interna na rede social: apesar do capital aberto, Mark Zuckerberg não apenas detém a maioria das ações como se certificou que sua posição de comando está blindada dentro da estrutura hierárquica da empresa que fundou. Analistas acreditam que a proposta não deve chegar a lugar nenhum, mas sinaliza uma insatisfação por parte de um segmento de acionistas em relação a esse desequilíbrio de poder.

Entretanto, com o Facebook ainda crescendo em números expressivos, tanto em volume de usuários quanto principalmente em faturamento, é extremamente improvável que ocorram alterações na forma como ele é controlado. Como diz o ditado popular, não se mexe em time que está ganhando.

Queremos saber sua opinião