Usando o poder do cache do navegador com .htaccess

A primeira vez em que um visitante entra na sua página, o navegador irá puxar as imagens, o Javascript, o arquivo de CSS, os documentos de Flash, o Favicon, a pia da cozinha e mais além do código HTML. Na segunda vez também. E na terceira. E cada um destes arquivos paralelos é uma requisição HTTP e seu servidor precisa se virar para entregar tudo em tempo hábil. O resultado? A performance sofre, o usuário reclama que o site está lento, o robô do Google classifica a página como “pesada” e seu ranking na busca sai prejudicado.

Como resolver? Com expire headers, ou datas de expiração.

Usando esse truque simples no seu arquivo .htaccess, o servidor saberá quanto deve entregar uma nova versão de um determinado arquivo e quando deverá orientar o navegador a puxar do seu próprio cache. Sim, porque, a menos que o usuário limpe seus arquivos temporários, os navegadores tem uma tendência de ir salvando tudo que visitam. Se o servidor avisar, o navegador usa a versão que já tem das imagens, documentos Javascript, arquivos CSS, Favicon e até da pia da cozinha. Alguns destes elementos podem ficar anos sem serem alterados!

Antes de mais nada, você precisa habilitar as datas de expiração em seu servidor (se ainda não estiver habilitado) através do documento .htacess. É mais simples do que parece:

<IfModule mod_expires.c>

# Habilita a expiração
ExpiresActive On 

</IfModule>

Uma vez que seu documento .htaccess nada mais é do que texto, basta adicionar as seguintes linhas de código para cada tipo de arquivo:

ExpiresByType image/x-icon "access plus 1 year"

A linha acima irá detectar todos as chamadas para arquivos do tipo ícone, como Favicons, por exemplo, e declarar que eles irão durar por um ano após o primeiro acesso. Este período pode ser meio arriscado, se você está planejando um novo layout, mas é possível usar valores menores para a data de expiração.

Para adicionar uma data de validade para seus arquivos de imagens:

ExpiresByType image/gif "access plus 1 month"
ExpiresByType image/png "access plus 1 month"
ExpiresByType image/jpg "access plus 1 month"
ExpiresByType image/jpeg "access plus 1 month"

Para arquivos de CSS e Javascript, você pode utilizar o mesmo prazo ou uma semana, se as alterações forem mais frequentes:

ExpiresByType text/css "access plus 1 month"
ExpiresByType application/javascript "access plus 1 week"

Atenção: se você especificar uma data de expiração no futuro e precisar alterar um destes arquivos, então terá que alterar o nome do arquivo para que o navegador entenda que ele é novo ou vai continuar vendo o arquivo armazenado no cache e tentando entender o que foi que deu errado. É um efeito colateral do ganho de performance, então, cuidado com seus expire headers!

Queremos saber sua opinião