Qual a melhor formação para se tornar um programador mobile?

Recebemos esse artigo super interessante escrito pelo Gustavo Torrente, S&M Manager da Quaddro, onde ele conta sua opinião sobre a formação necessária para quem quer ser um desenvolvedor Mobile. Confira!

Com o crescimento do mercado mobile, muitas pessoas têm sonhado em ganhar a vida programando aplicativos para Android ou iOS. Este realmente é um mercado em ascensão, não é um “bicho de sete cabeças”, mas precisa de dedicação e algumas horas de estudo.

Para conseguir desenvolver um aplicativo, é preciso ter conhecimentos de lógica, especializar-se em uma linguagem de programação e conhecer todos os detalhes da plataforma para a qual pretende desenvolver. São necessárias algumas horas de estudo, treino e muita dedicação. Para isso, existem dois caminhos diferentes: optar por uma faculdade na área de TI (como Sistemas da Informação, Ciência da Computação ou Engenharia da Computação) ou escolher cursos livres, que podem ser on-lines ou presenciais.

E qual a melhor escolha para você? A resposta é: depende. Existem vários fatores que influenciam nessa resposta. É preciso pensar no seu momento profissional, quais são seus objetivos para o futuro, se você está disposto a gastar um pouco mais e até mesmo em quanta pressa você tem para entrar neste mercado.

Analisando todos os aspectos, o curso superior e os cursos livres possuem pontos positivos e negativos. Enquanto um curso livre ensina de maneira mais rápida e prática, com um curso superior no currículo você pode ter mais prestígio no mercado de trabalho. Mas a verdade é que um programador pode escolher qualquer um destes caminhos para desenvolver a sua carreira. Não é obrigatório ter uma faculdade para ser um programador, da mesma forma que é impossível exigir que todo profissional faça cursos livres.

Antes de optar por uma dessas rotas, minha principal dica é: tenha uma meta e faça o planejamento da sua carreira. Se você é um jovem que pode contar com certo apoio financeiro e não tem tanta pressa para entrar no mercado de trabalho, a faculdade pode ser uma boa pedida. Mas se você já tem uma carreira em alguma outra área e deseja entrar de cabeça no mundo dos aplicativos, você certamente está com pressa e deseja aprender o mais rápido possível. Nesse caso, eu recomendo que você se especialize com os cursos livres.

Uma faculdade apresenta um ambiente de conhecimento sem igual. Nela você conhece pessoas e compartilha conhecimento com profissionais em diferentes momentos da carreira. Mas tem uma duração muito mais longa. Muitos acabam sendo voltados mais para profissionais que desejam trabalhar na área acadêmica. A forma de ensinar foca nos conhecimentos teóricos, que são importantes para formar um bom profissional, mas que acabam diminuindo o tempo do conhecimento prático.

Outro ponto que precisa ser levado em conta é a velocidade com que as coisas mudam no mercado digital. Este é uma área extremamente inovadora, com novidades surgindo a cada instante. E, infelizmente, o conteúdo programático das faculdades não conseguem acompanhar esse mesmo ritmo. O meio acadêmico é bem mais burocrático, precisando de tempo para conseguir absorver as novidades.

Os cursos rápidos já possuem mais agilidade, conseguindo se atualizar com mais facilidade. Existem cursos de especialização em diversas áreas, podendo ser mais abrangentes ou específicos. Isso garante que existe um treinamento ideal para cada uma de suas necessidades.

Com foco maior na prática, um curso rápido consegue ensinar mais em menos tempo. O aluno fixa melhor o conteúdo por aprender com a mão na massa e consegue começar a desenvolver seus aplicativos em um espaço de tempo menor. O valor também acaba sendo muito mais atrativo.

Uma tendência que vem ganhando força são os bootcamps. Esse modelo de treinamento tem como principal vantagem ter uma duração mais enxuta com uma aplicação quase que exclusivamente prática. Para quem quer entrar logo no mercado de trabalho mobile, esse acaba sendo um dos melhores caminhos.

O mercado mobile apresenta oportunidades para profissionais com diferentes perfis. Isso permite que cada desenvolvedor consiga traçar a sua própria trajetória, podendo escolher entre a faculdade ou o curso de curta duração sem prejuízo para seu futuro no setor. A escolha depende mais do perfil de cada profissional e de quais são as suas expectativas. Por isso pesquise, conheça diferentes instituições e escolha aquela que mais se adapte ao seu objetivo.

Queremos saber sua opinião