5 dicas para se tornar um desenvolvedor de Kotlin

O que talvez pudesse ser encarada como uma curiosidade, uma linguagem emergente entre tantas outras, mudou radicalmente em Maio deste ano: o Google anunciou que Kotlin se tornaria uma linguagem oficial da plataforma Android.

É um reconhecimento merecido para a linguagem de programação criada pela JetBrains e a consolidação de uma parceria forte entre o Google e a empresa, além de um grito de alforria do vetusto Java. Se a linguagem desenvolvida pela Sun trouxe o Android até esse momento, certamente será o Kotlin que o levará além, até por que a Oracle, herdeira da Sun, segue brigando com o Google a respeito do Java. É a oportunidade perfeita para desenvolvedores e iniciantes mergulharem de cabeça em um novo horizonte enquanto ele ainda está sendo construído.

Embora esse artigo não tenha a pretensão de ensinar a você como programar em Kotlin, nosso objetivo é apontar a direção certa para mergulhar de cabeça na linguagem.

1) Introdução ao Kotlin

kotlin-dev

Embora aqui mesmo no Código Fonte nós tenhamos uma categoria dedicada ao Kotlin, ela ainda é bastante limitada em conteúdo e pode, e deve, ser complementada com fontes adicionais.

Então, o caminho mais óbvio para dar os passos iniciais na linguagem é através do site oficial administrado pela Jet Brains. No endereço é possível encontrar um guia prático para iniciantes, com as noções iniciais da sintaxe e acesso a um editor online para praticar em tempo real, com uma vasta seleção de exercícios. Para quem deseja uma abordagem mais passo a passo, o site oficial também conta com tutoriais específicos, divididos em áreas de conhecimento.

É possível também pular etapas e ir direto para toda a documentação técnica oficial da plataforma (PDF). Para quem deseja acompanhar as novidades na linguagem, assim como dicas e oportunidades, o blog oficial é um excelente canal de comunicação.

Para quem tem interesse em aprender Kotlin especialmente para a plataforma Android, uma boa fonte de consulta é o guia oficial da plataforma para Kotlin, que fornece um ponto de partida para o aprendizado mais focado.

De qualquer forma, é necessário ter conhecimento de inglês, como acontece na maioria dos casos para quem deseja aprender uma linguagem de programação. Sendo uma linguagem relativamente nova, é raro encontrar material disponível em nosso idioma.

2) Cursos Online Econômicos

Quer você seja um autodidata ou não, um bom curso pode ajudar a iniciar sua caminhada em uma nova caminhada, afiar os conhecimentos que você já tem ou mesmo ensinar truques e meandros da linguagem que você não havia percebido. Em muitos casos, nem precisa gastar muito dinheiro:

3) Ferramentas

kotlin-android

A ferramenta certa para a tarefa certa é fundamental para se aventurar em uma nova linguagem de programação. Felizmente, apesar da jovem idade, já existe todo um ecossistema de programas focados para desenvolvedores de Kotlin:

  • Android Studio: Esse é o editor básico da plataforma, com suporte oficial ao Kotlin. Gratuito.
  • Eclipse: Outro poderoso IDE para se trabalhar com a linguagem, uma vez instalado o plugin de suporte. Gratuito.
  • InteliJ IDEA:   Editor oficial da Jet Brains. Com versões gratuita e profissional.
  • Kanvas: editor alternativo, leve e altamente customizável. Gratuito.
  • Kotlin for Vim: plugin para suporte a Kotlin no Vim. Gratuito.
  • Kotlin Sublime Text 2 Package: plugin para suporte a Kotlin no Visual Studio Code. Gratuito.
  • VS Code Kotlin: plugin para suporte a Kotlin no Vim. Gratuito.
  • Atom Kotlin: plugin para suporte a Kotlin no Atom. Gratuito.
  • NppExtension: plugin para suporte a Kotlin no notepad++. Gratuito.
  • Kotlin for Textmate: plugin para suporte a Kotlin no Textmate. Gratuito.
  • Spek: Um framework de especificação para o Kotlin. Gratuito.
  • Detekt : analisador de código estático para Kotlin. Gratuito.
  • Dokka: ferramenta de documentação. Gratuito.
  • Kscript: utilitários de script para Kotlin. Gratuito.
  • KotlinW: ferramenta de compilação que pode ser utilizada para executar scripts .kts. Gratuito.
  • TornadoFX: framework de JavaFX de desktop para Kotlin. Gratuito.
  • Fuel: biblioteca de rede HTTP para Kotlin/Android. Gratuito.
  • Klutter: coleção de bibliotecas com diferentes utilidades. Gratuito.
  • Kotlift: tradutor de código que converte de Kotlin para Swift. Gratuito.

4) Livros Recomendados

Ninguém tem um computador na cabeça e um bom livro sobre uma linguagem de programação pode funcionar tanto como uma fonte inicial de aprendizado, como uma constante fonte de referência. Confira nossa lista de recomendações para Kotlin:

5) Comunidades de Desenvolvedores

kotlin

Interagir com a comunidade de desenvolvedores que já tem experiência na linguagem ou com outros iniciantes com as mesmas dúvidas e descobertas também é um caminho fundamental para aprender sobre Kotlin, além de uma ótima oportunidade de estabelecer laços profissionais e pessoais duradouros. Confira algumas das melhores comunidades relacionadas a Kotlin na web:

Queremos saber sua opinião