10 Comandos Linux muito úteis e pouco conhecidos

Administradores adoram (e não vivem sem) a linha de comando. No Linux, o Bash é essencial, e agora, como você provavelmente já sabe, até mesmo usuários Windows podem dele tirar proveito.

O Linux é um sistema operacional poderoso e extremamente versátil, como sabemos. A linha de comando, apesar de temida por muitos, proporciona rapidez, comodidade e poder.

Decorar a infinidade de comandos existentes, entretanto, é algo bastante difícil (para não dizer quase impossível), e justamente por isso, “colas” são sempre bem vindas.

Linux

Favorite suas listas. Anote tudo. Guarde com carinho. Decore comandos e sintaxes mais utilizados, aqueles que você utiliza, mesmo, no dia a dia. E não se esqueça: nós aqui do Código Fonte já preparamos algumas listas e tutoriais a respeito de comandos bastante interessantes e extremamente.

Confira:

E por falar em comandos em geral, dê uma olhada também nos artigos abaixo, os quais cobrem inclusive o Windows:

Mas vamos lá. Neste artigo, falaremos a respeito de alguns comandos Linux muito úteis e, no entanto, pouco conhecidos e/ou pouco utilizados. São comandos bem interessantes, úteis mesmo, e vale ressaltar que estamos, aqui, “fugindo” daquele “básico” nosso de cada dia (LS, CD, find, mkdir, rm, cp, traceroute, etc).

Obs: obviamente, pode ser que você conheça alguns dos comandos abaixo (ou até mesmo todos). Caso deseje compartilhar seus conhecimentos conosco, sua ajuda também será muito bem vinda.

Obs 2: forneceremos abaixo, também, exemplos de utilização, quando necessário.

1) mtr

Você já conhece o “traceroute” (no Windows, “tracert”) e o “ping”, correto? Pois bem, vamos simplificar as coisas: o “mtr” combina as funcionalidades de ambos os comandos, de forma bastante simples e explicativa.

Exemplo de utilização:

mtr google.com

2) CTRL+X+E

Este não é, na verdade, um comando. Trata-se de um atalho de teclado. Você certamente já deve ter editado algum arquivo (como o php.ini, por exemplo) através de algum dos editores mais comuns (Vim, Nano, etc).

Bem, o atalho CTRL+X+E no Bash simplesmente provoca a abertura do editor, rapidamente e sem enrolação.

3) ss

O comando “ss” é um tanto quanto similar ao “netstat”. Entretanto, ele é mais rápido e fornece mais detalhes a respeito de sockets, conexões TCP/IP, processos e conexões SSH, FTP, HTTP e HTTPS estabelecidas.

Exemplos de utilização:

ss

Para exibir cada etapa da análise com pausas (pressione <ENTER> para ir avançando):

ss | less

Para exibir um resumo geral contendo estatísticas das conexões:

ss -s

Para exibir portas que estão em “listening”:

ss -l

4) last

O comando “last” exibe uma listagem contendo todos os usuários logados recentemente, incluindo detalhes sobre os mesmos, IPs, data e horário de login, etc.

5) curl ifconfig.me

Deseja obter seu IP externo através do próprio SSH, sem ter de, por exemplo, visitar sites como o meuip.com.br? Simplesmente digite “curl ifconfig.me” no SSH e tecle <ENTER>. Simples assim.

6) tree

Exibe o conteúdo da pasta atual em “formato árvore”.

7) pstree

Exibe o conteúdo da pasta em “formato árvore” e inclui também todos os processos relacionados.

8) stat

Exibe diversas informações úteis a respeito de um arquivo ou diretório, incluindo permissões, grupos, usuários, data de criação e modificação, etc.

Forma de utilização:

stat [nome_do_arquivo_ou_pasta]

Exemplo de utilização:

stat backup.tar.gz

Obs: no exemplo acima, para a exibição de estatísticas a respeito do arquivo “backup.tar.gz”.

9) CTRL+L

Trata-se também de outro atalho de teclado. Ao pressionar CTRL+L no Shell, você limpa toda a tela, eliminando outputs, listagens e resultados anteriores (similar ao CLS no prompt de comando do Windows).

10) id

O comando “id” informa identificadores do usuário e os grupos aos quais ele pertence.

Sobre Marcos A.T. Silva

Marcos A.T. Silva é empresário na área de TI. É apaixonado por games desde que ganhou seu primeiro Atari 2600. Outras de suas paixões são a leitura e a música. Toca piano desde cedo e também gosta do bom e velho rock ‘n roll. Pode ser encontrado também no XboxPlus.

Queremos saber sua opinião